CUIDADO COM O CORPO, SAÚDE E A MANEIRA PRUDENTE DE SE VESTIR

Texto Base: 1 Coríntios 6.19: “Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos?”

1.Introdução. O cuidado com nosso corpo físico não é uma instrução recente dada por Deus. Pelo contrário, desde muito tempo o Senhor vem instruindo Seu povo de como deve ser o tratamento adequado do seu corpo físico, uma vez que este corpo é a habitação de Seu Espírito Santo.

2. CUIDADO COM O CORPO, SAÚDE E HIGIENE PESSOAL

2.1Boa alimentação. Quando Israel estava sob a liderança de Moises, Deus ordenou algumas leis acerca da alimentação do povo (Levítico 11), com o propósito de manter a boa saúde dos israelitas. Claro que não podemos aplicar ao pé letra aquelas leis nos dias de hoje, porque foram específicas para Israel naquele período, mas podemos tomar como base seus princípios e evitar determinados tipos de alimentos, optando sempre por aquilo que fará bem a nossa saúde física.

Nota: o palestrante pode usar exemplos concretos de alimentos que fazem bem e alimentos que fazem mal a nossa saúde.

2.2 Exercícios físicos.Não há um mandamento específico na Bíblia sobre a prática de exercícios físicos, mas entendo que eles são muito importantes para o cristão, já que somos orientados a cuidar do nosso corpo – que é templo do Espírito Santo. É comprovado pela medicina moderna que os benefícios para quem pratica exercícios físicos são inúmeros: melhor funcionamento dos órgãos, melhor disposição física e mental, prevenção de doenças etc.

Nota: palestrante pode usar exemplos concretos e dar algumas dicas de exercícios físicos, frisando a maneira correta de praticá-los e também o tempo adequado.

2.3 Higiene pessoal. A higiene pessoal está relacionada de forma direta ao zelo que o cristão deve ter com seu corpo. Ela contempla um cuidado minucioso com cada parte dele.

Nota: o palestrante pode usar como exemplos práticos: escovar (cuidar) os dentes, tomar banho regularmente, cortar as unhas, manter os cabelos bem cuidados, andar, sempre que possível, perfumado. Para as mulheres uma dica a mais sobre a questão da higiene no período menstrual.

3 O CRISTÃO VESTINDO-SE ADEQUADAMENTE

3.1 O reflexo externo de uma mudança interna. Por muito tempo a igreja de modo geral entendeu de forma equivocada (e uma parte dela ainda entende) a questão das vestes do cristão. A vestimenta sempre foi ligada à santidade e muitos caíram no erro de achar que determinado tipo de roupa lhes garantia uma vida “santa” com a aprovação de Deus. Porém, hoje, entendo, à luz da Palavra de Deus, que o importante é quando se enfatiza a mudança interior, porque ela automaticamente vai refletir no exterior, inclusive na nossa maneira como nos vestimos. Logo, alguém nascido de novo, que tem comunhão com o Espírito Santo, vai, nesse sentido, se comportar de maneira que agrade ao Senhor.

3.2 Modéstia e bom senso. A instrução bíblica em relação as vestes do cristão é que ele se apresente perante ao mundo com decência e pudor. Paulo, ao instruir o jovem pastor Timóteo, foi bem categórico: “Da mesma forma quero que as mulheres se vistam decentemente, com decência e descrição, não se adornando com tranças nem ouro, nem com pérolas, nem com roupas caras, mas com boas obras, como convém a mulheres que professam adorar a Deus. (1 Timóteo 2.9-10). Paulo não está proibindo o uso de joias, acessórios ou coisa parecida, como interpretam alguns, ele apenas está enfatizando que a veste cristã dever ser observada com prudência e equilíbrio.

Nota: o palestrante pode usar exemplos concretos de irmãos e irmãs que se vestem de maneira inadequada, causando um certo desconforto na comunidade cristã, além de darem margem à prostituição e incitarem nos outros desejos sexuais.

3.3 O mais importante. Vejamos 1 Pedro 3.3-4: “A beleza de vocês não deve estar nos enfeites exteriores, como cabelos trançados e joias de ouro e roupas finas. Pelo contrário, esteja no ser interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranquilo, o que é de valor para Deus. Mas uma vez a ênfase recai, não no exterior, mas no interior. Pedro mostra que para Deus a beleza deve ser pautar, de fato, “num espírito dócil e tranquilo”. Isso fala de mansidão, de uma atitude discreta e sensata. O cristão que tem essa mentalidade jamais irá se vestir para chamar atenção ou se exibir.

4 Conclusão. O bom trato com o corpo, uma atenção maior a saúde física e se vestir de maneira sábia, são temas polêmicos, de muita controvérsia, mas que precisam urgentemente ser mais trabalhados na igreja nos dias de hoje. O que para alguns parece bobagem ou coisa simples, para Deus não é, visto que Ele requer de nós um padrão adequado de comportamento, para que possamos viver como sal da terra e a luz do mundo (Mateus 5.13).

5 Referências Bibliográficas

Life Application Study Bible. Wheaton, IL: Tyndale House Publishers, 1988.
A Vestimenta Que Agrada a Deus. Disponível em: http://www.estudosdabiblia.net/d63.htm
Modéstia Cristã no Vestir – O Que a Bíblia Ensina? Disponível em: http://igrejapuritanareformada.org/
Cuidados com o Corpo à Luz da Bíblia. Disponível em: http://viglesia.blogspot.com.br/2012/02/cuidados-com-o-corpo-luz-da-biblia.html

Escrito por: Johnatas Silva
Em: 23.08.2016

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Breve Análise do Conto MAIBI de Alberto Rangel

O QUE DEVO FAZER PARA HERDAR A VIDA ETERNA?

Resumo da UNIDADE A do livro Fonética e Fonologia do Português Brasileiro